Mais ou Menos Isso – Pai Suburbano

insta_le0brum_zonanorteetc
insta_le0brum_zonanorteetc

Foto: Reprodução Instagram @le0brum

Pai suburbano ensina o filho a gostar do time torcendo no Maraca.

Pai suburbano solta pipa. E também ensina o filho a montar a própria pipa.

Pai suburbano sabe as ruas do subúrbio melhor que muito GPS por aí.

Pai suburbano vai comprar pão usando aquele Rider com o dedinho escapulindo na frente.

Pai suburbano sempre pergunta: “tá achando que eu sou sócio da Light?”

Pai suburbano lava o carro no final de semana. E dá aquela molhada no filho pra ele “ficar esperto”.

Pai suburbano conhece o significado de todas as palavras, mas pergunta como é a frase toda só pra garantir.

Pai suburbano dá a primeira cerveja do filho porque “ele tem que aprender é em casa, e não com os outros”.

Pai suburbano manda todo mundo sair da cozinha porque aquele é o dia dele fazer a famosa macarronada.

Pai suburbano tem ou já teve pelo menos um desses 3 carros: Fusca, Monza ou Belina.

Pai suburbano dorme no sofá, mas não deixa você trocar de canal.

Pai suburbano sempre repete sobremesa.

Pai suburbano dá gorjeta pro barbeiro, que aliás ele conhece há anos.

Pai suburbano sempre vira amigo dos amigos do filho.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – Patrimônio Cultural da Zona Norte

insta_blackbrignes_zona norte etc
insta_blackbrignes_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @blackbrignes

– Pipa no céu (Do alto da laje ao alto do viaduto)

– Piscininha de cinco mil litros (Com direito a xixi de criança)

– Vendedor de bala na porta do colégio (Saudades da Bala de Caramelo Nestlé e do Chocolate Surpresa)

– Musiquinha do caminhão de gás (Tá na minha cabeça até hoje)

– Moço do ferro velho (Passa aqui na rua até hoje)

– Kombi da madrugada (Já salvou muita volta pra casa)

– Passinho (É aqui que dividimos quem tem ginga de quem não tem)

– Parabéns na Parmê (Dá vergonha, mas é maneiro)

– Sacolejo do trem (Mesmo em dias que não tem samba)

– Podrão pós-night (Food Truck é o caral***)

 

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – Teorias segundo a ZN

insta brandlaux zona norte etc
insta brandlaux zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @brandlaux

Teoria nº 13: No Guanabara, a fila do lado sempre anda mais rápido.

Teoria nº 15: Todo segurança (seja da Raio de Sol ou do Buxixo Up) tem aquela dobra na nuca.

Teoria nº 17: Chove mais nos sábados e domingos (aquele que você programou de levar a família na Quinta), do que durante a semana.

 Teoria nº19: A dança da bundinha foi criada num 433 lotado.

Teoria nº 49: O bom gosto musical de uma pessoa é inversamente proporcional à altura que ela escuta a música no carro.

Teoria nº 67: O jornal não foi feito para ser lido inteiro. Ainda mais no trem.

Teoria nº 80: Um vizinho que fala mal de alguém pra você, provavelmente fala mal de você pra alguém.

Teoria nº 117: Em uma discussão, seu time sempre vai ser melhor do que o outro em alguma coisa.

Teoria nº 160: Você fica com mais raiva de descer de escada no metrô quando ela é uma escada rolante que está parada.

Teoria nº 258: No fundo, ninguém gosta de salgadinho chique em festa.

Teoria nº 348: A UERJ foi feita para estacionar o carro em dia de jogo no Maracanã. Mas também serve pra estudar.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – Suburbano que…

insta_rio.suburbano_zona norte etc
insta_rio.suburbano_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @rio.suburbano

Suburbano que dorme no ônibus porque só vai descer no ponto final.

Suburbano que para num podrão de sopa na volta do trabalho.

Suburbano que faz churrasco na frente do bar.

Suburbano que corta cabelo com a vizinha.

Suburbano que sai do subúrbio, mas continua preferindo bolinha de queijo do que canapé.

Suburbano que tem como programa lavar o seu carro no final de semana.

Suburbano que coloca uma cadeira na frente de casa para observar a vizinhança.

Suburbano que se identifica com alguém quando descobre que a pessoa torce pela mesma escola de samba que ele.

Suburbano que malha Judas na praça no Sábado de Aleluia.

Suburbano que se veste de bate-bola no Carnaval.

Suburbano que chama o dono da venda pelo nome.

Suburbano que reclama do seu bairro, mas não troca ele por nada.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – Probabilidades Matemáticas em um Ônibus

insta_rio.suburbano_zona norte etc
insta_rio.suburbano_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @rio.suburbano

Toda vez que um ônibus passa cheio, a chance de você ir sentado no ônibus seguinte é de 50%.

De manhã, quem estiver em pé na frente de um aluno uniformizado, tem o dobro de chances de sentar do que uma pessoa que não está.

A probabilidade de um motorista chamar o ônibus de carro é de 99,99%.

A probabilidade de um passageiro chamar o motorista de piloto é de 99,99%.

Toda vez que um idoso passa pela roleta aumenta em 3 vezes a chance de você sentir sono.

A chance de uma mulher em pé estar grávida é de 2/3. E de apenas estar acima do peso é de 1/3.

Ao lado de uma criança, a probabilidade de um adulto sentar em um banco duplo alto é 80% maior do que se estivesse sozinho.

Em um 456 às 8h da manhã, dois corpos ocupam o mesmo lugar no espaço.

426 menos 410 igual a 0 chances de você ir pra Botafogo saindo do Rio Comprido.

O número que o trocador fala para o fiscal no ponto é 3 vezes o valor da passagem de todos os passageiros, dividido pela raiz quadrada do número do ônibus.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.