insta_alvesi_zona norte etc

Rio 450 anos – ZN na História – Caju

Chegamos hoje ao bairro do Caju! Fique ligado por aqui para saber tudo sobre os bairros da ZN nesses 450 anos da cidade do Rio de Janeiro:

insta_alvesi_zona norte etc

Foto: Cemitério do Caju | Reprodução Instagram @alvesi

1- Origem do nome do bairro: Segundo alguns historiadores, as chácaras e sítios da região tinham muitos cajueiros.

2- Esta localidade foi primeiramente habitada pelo rico comerciante português José Gouveia Freire, sendo comprada pela Família Real, para que Dom João VI tomasse lá, seus banhos medicinais.

3- Desta forma, a região onde está o bairro tornou-se a primeira área de banho de mar da Cidade, frequentada por toda a Família Real, até o reinado de Dom Pedro II.

4- Em 1839, o provedor da Santa Casa, José Clemente Pereira, instalou, no início da Praia do Caju, o primeiro cemitério da Cidade para indigentes.

5- Paulo Guerra, rico proprietário, doou terras no bairro, adquiridas pelo industrial Teixeira de Azevedo que construiu, em 1880, a maior fábrica de tecidos do Brasil, a Fábrica São Lázaro de Tecidos.

6- Com a falência, a fábrica foi vendida ao governo federal e, no local, instalado o novo Arsenal de Guerra, inaugurado em 1892, pelo Presidente Campos Sales.

7- Em 1890, no Morro da Quinta do Caju, o Visconde Ferreira de Almeida montou sua casa de retiro para a velhice desamparada, o Asilo São Luiz.

8- Ainda na década de 1890, o ministro Ferreira Viana levantou o primeiro hospital de isolamento do Rio de Janeiro, o Hospital São Sebastião.

9- Ao contrário do que muitos imaginam, a prática de voleibol nas areias das praias começou por volta dos anos de 1910, por jovens remadores do Club Atlhético Cajuense e por militares do Exército Brasileiro.

10- A denominação, delimitação e codificação do Bairro foi estabelecida pelo Decreto No 3158, de 23 de julho de 1981 com alterações do Decreto No 5280, de 23 de agosto de 1985.

Fonte: Livro “Rio Bairros” de Robson Letiere

Quer saber mais sobre a história do RJ? TEM PROMO ROLANDO NA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, clica AQUI pra saber como ganhar um exemplar do livro Rio Bairros, onde você poderá conhecer sobre todos os bairros e as bandeiras exclusivas criadas pelo Professor Robson Letiere.

insta_trancanago_zona norte etc

Mais ou Menos Isso – Roteiro Turístico Alternativo para a Zona Norte

insta_trancanago_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @trancanago

Tour pela Fábrica de Doces da Ufa de Quintino.

Compras no Outlet do Mercadão de Madureira.

Fazer um passeio romântico à cavalo na Praça Xavier de Brito.

Talvez pular de bungee jump no prédio da UERJ.

Comprar uma camisa do time e assistir a um jogo no campo do São Cristóvão.

Não deixar de tirar uma foto com a estátua do Leão na Dias da Cruz.

Ver o desfile dos carros das escolas de samba sendo empurrados até o Sambódromo.

Tirar foto com o túmulo de algum famoso no Cemitério do Caju.

Visitar a comunidade dos chinas que vendem pastel.

Reservar uma noite para o Octoberfest no Buxixo.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – 10 slogans da Zona Norte

ig_Inhauma norte shopping engenhao

Vila da Penha. Não, aqui não é Penha.

Água Santa. Sabe o Méier?

Lins. Não, também não é Méier.

Vila Isabel. Todo mundo bebe, todo mundo samba.

Parada de Lucas. É nóis!

Ramos. É muito cacique pra pouco piscinão.

Engenho de Dentro. Quem não saltar agora só em Realengo.

Todos os Santos. Apenas algumas ruas.

Caju. Descanse em paz.

Bonsucesso. É assim que se escreve.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.