ZN Entrevista: Diogo Nogueira

znetc_nike_entrevista_diogo nogueira

Ele traz a ZN de berço. A família fez história na cultura da zona norte e ele segue levando a chama dos Nogueira muito bem acesa. Estamos falando do sambista que tem bela harmonia na música e no estilo: Diogo Nogueira.

znetc_nike_show_diogo nogueira

Foto: Thayane Dantas | Casa Fenomenal da Nike

Do pai, o grande João Nogueira, ele recebeu além do talento musical a herança cultural dessa região que amamos. Diogo Nogueira teve uma infância onde foi apresentado a bola de gude, pião e pipa. Mais tarde, chegou a vez do botequim e do futebol. Pois é… Diogo chegou a jogar profissionalmente pelo Cruzeiro de Porto Alegre, em 2005. Por conta de uma lesão ele voltou ao Rio de Janeiro e, literalmente caiu no samba. Hoje ele agradece de coração toda essa influência

Sempre frequentei Rocha Miranda, Méier… Minha vó mora lá, então consegui pegar pelo menos um pouco desse perfume da zona norte

Falando da Zona Norte seria impossível não citar o Centro Cultural João Nogueira – Imperator. Um espaço que reabriu rebatizado em grande estilo e tem dado muto certo, sendo referência na cultura da região. Diogo Nogueira ressalta que a Zona Norte estava sentindo falta de um espaço como esse por conta do alto custo para assistir um bom espetáculo em regiões como Barra da Tijuca, Leblon e Ipanema.

znetc_nike_entrevista_diogo nogueira

Foto: Thayane Dantas | Casa Fenomenal da Nike

Graças a Deus o Imperator – Centro Cultural João Nogueira é um espaço onde as pessoas que não tem a rentabilidade em um patamar acima podem frequentar e assistir a um bom espetáculo com preço acessível. Também tem espaço para as crianças… Enfim… Foi maravilhoso contar com esse espaço, a exemplo das lonas culturais que também fazem esse movimento democrático

Diogo Nogueira também vem levando a frente um projeto que tem ajudado a fortalecer a música e a cultura brasileira através do programa Samba na Gamboa, transmitido pela TV Brasil às segundas-feiras 22h e domingo às 17h30m. Por lá já passaram nomes como Paulinho da Viola, Monarco, Adriana Calcanhoto, Zeca Pagodinho, Alcione, Rildo Hora, Beth Carvalho, Jorge Mautner, Jorge Ben Jor, Caetano Veloso e muitos outros

znetc_nike_entrevista_diogo nogueira

Foto: Thayane Dantas | Casa Fenomenal da Nike

Tem sido maravilhoso fazer o Samba na Gamboa. O projeto agradou tanto que estou lá ha 6 anos. É maravilhoso poder falar da história do samba e de cada compositor e artista

Para acompanhar a agenda e novidades do cantor basta acessar o site oficial.

Até o próximo ZN Entrevista!

 

Colecionador

Foto: Thayane Dantas

O Lucas Santiago talvez seja a pessoa que mais discorde da lei “anti-boné”, pelo menos no Méier. Ele, que é estudante de administração, coleciona bonés e, por conta da nova determinação, terá que reduzir o uso, ou pelo menos restringir a alguns lugares.

Na época da votação desta medida, chegamos a lançar uma campanha por aqui contra esta decisão arbitrária de ditar como a população pode ou não se vestir, mas infelizmente, assim como o Lucas, não fomos ouvidos. Mesmo assim, não deixamos de acreditar na importância da personalidade e estilo de cada um e, principalmente, na liberdade de expressão.

Foto: Thayane Dantas

Foto: Thayane Dantas

Quer participar no conteúdo do Zona Norte Etc e mostrar os principais looks do seu bairro? Clique aqui e saiba como colaborar.

Mais ou Menos Isso – 10 slogans da Zona Norte

ig_Inhauma norte shopping engenhao

ig_Inhauma norte shopping engenhao

Vila da Penha. Não, aqui não é Penha.

Água Santa. Sabe o Méier?

Lins. Não, também não é Méier.

Vila Isabel. Todo mundo bebe, todo mundo samba.

Parada de Lucas. É nóis!

Ramos. É muito cacique pra pouco piscinão.

Engenho de Dentro. Quem não saltar agora só em Realengo.

Todos os Santos. Apenas algumas ruas.

Caju. Descanse em paz.

Bonsucesso. É assim que se escreve.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

ZN Entrevista: Arlindo Cruz

Arlindo Cruz Zona Norte Etc

Na ultima noite da Casa Fenomenal da Nike tivemos show de Diogo Nogueira e Arlindo Cruz. Duas feras do samba agitaram o pessoal que compareceu ao evento mais interativo que tivemos na cidade durante a Copa. Era roda de “altinha”, campeonato de golzinho, gente bonita e muito samba.

Antes de subir ao palco o artilheiro da composição Arlindo Cruz bateu um papo com a gente. Cercado de músicos da banda, amigos e produção ele nos recebeu com um belo sorriso no rosto. Estava em“casa”. Tínhamos acabado de entrar no terreno que domina há mais de 30 anos e fez questão de nos deixar à vontade.

O meu lugar é Brasil, o meu lugar é Rio de Janeiro, o meu lugar com certeza é Madureira… É o subúrbio do rio

Arlindo Cruz Zona Norte Etc

Foto: Thayane Dantas

Meu Lugar é o nome de uma música composta por Arlindo Cruz e que se tornou um hino da ZN. A canção tomou conta do Rio de Janeiro virando os holofotes para a “capital da zona norte” como frisa o músico de forma pertinente durante a conversa. Arlindo foi criado em Piedade e naquela época para ir o comércio, ao cinema ou paquerar os destinos eram Méier ou Madureira. Pelo Méier vieram as primeiras noções musicais que chegaram através das aulas na extinta escola de música Flor do Méier, na Rua Visconde de Tocantins mas foi em Madureira, bairro que já tinha duas escolas de sambas campeãs como Portela e império Serrano, que Arlindo nasceu como músico.

O músico nasceu em Madureira, tocando nas rodas de samba, compondo pro Império, ganhando sambas enredo. … Arlindo Domingos da Cruz Filho não nasceu em Madureira mas o Arlindo Cruz com certeza nasceu

Arlindo Cruz Zona Norte Etc

Foto: Thayane Dantas

O último trabalho do artista se chama Batuques do Meu Lugar que tem participações de Seu Jorge, Rogê, Zeca Pagodinho, Arlindo Neto, Sombrinha, Alcione e até mesmo Marcelo D2. Ele também conta feliz a boa fase do programa Esquenta da Rede Globo com Regina Casé. Pra ele tem sido uma vitória participar da atração

Começou pra ser um programa de verão e hoje em dia é um dos ícones da programação da Rede Globo com um IBOPE bem legal e o melhor de tudo é que a essência não se perdeu, de levar a cultura do negro e do menos beneficiado. Mesmo assim, la é junto e misturado, vai a socialite, vai a funkeira, vai todo mundo. Todas as chances de aparecer na TV, de ser visto e de dar o recado são dadas no Esquenta e acho isso fantástico

Arlindo Cruz Zona Norte Etc

Foto: Thayane Dantas

E nós também! 🙂

ZN Night – Rogério Skylab no CEP 20 Méier

Rogério Skylab_Zona Norte Etc_ Cep 20 Méier-3
Ricardo Chacal_Zona Norte Etc_ Cep 20 Méier-3

Chacal em ação no CEP 20 Méier | Foto: Raphael Brasil

 

Essa semana rolou mais uma edição do CEP 20 Méier no Imperator com Chacal, muita poesia e show de Rogério Skylab. A equipe do ZN Etc foi conferir mais uma vez o evento e aproveitou pra bater um papo super legal com um dos artistas mais emblemáticos da música carioca.

Rogério Skylab_Zona Norte Etc_ Cep 20 Méier-3

Foto: Fabiano Albergaria

Nascido e criado no bairro do Rio Comprido, mais especificamente na Rua Conselheiro Barros (que desembocava na Rua do Bispo) Rogério Skylab, na época Rogério Tolomei Teixeira, foi criado nos moldes da ZN, com muito futebol de rua, pipa, samba e Tim Maia. Opa! Peraí, nem todo menino da zona norte cresce tão perto do síndico. Acontece que Skylab sim. Tim era uma dos grandes artistas que frequentavam a Rua Conselheiro Barros. Rogério tinha então 5 anos e mantém viva a memória da voz potente de Tim Maia gritando “Ô Roger! Ô Roger!” quando o via. Tim havia acabado de voltar dos Estados Unidos e Skylab estava prestes a se tornar Salgueirense de coração e a se mudar para a Tijuca onde viveu até os 25 anos.

Ele só tinha pisado no Imperator antigo para ver um show de heavy metal de uma banda chamada Savatage. Apesar disso, afirma ter no samba a base de tudo. Em contrapartida, já perdeu as contas de quantas vezes se apresentou no Garage, ícone do underground carioca, na Rua Ceará (Praça da Bandeira). Em primeira mão ao Zona Norte Etc Skylab conta que por pouco não comprou a casa de shows:

O garage é uma coisa  maravilhosa! Los Hermanos, Planet Hemp,  Buzzcocks já tocou lá. Vou até contar algo em primeira mão ao Zona Norte Etc… Eu quase comprei o Garage. Quase! E se eu tivesse comprado te garanto que não estaria na situação que está hoje… Mas na época o Garage estava tão enrolado, com tantas dividas, que acabei desistindo. O Garage foi um momento na musica carioca muito importante

Rogério Skylab_Zona Norte Etc_ Cep 20 Méier_2-3

Foto: Fabiano Albergaria

Skylab não esconde a predileção pelo público da zona norte. Segundo ele a principal diferença do pessoal da ZN é a voracidade com a qual vão aos shows. Diferente da zona sul, os shows que ele faz na zona norte normalmente ficam cheios e por isso vibrou quando falamos sobre a evidência da ZN ultimamente:

Os meus shows na zona norte são maravilhosos, entendeu cara? A ascensão da zona norte é maravilhosa! Isso é a descentralização. Se a política pública investir na zona norte eu aplaudo. A zona sul já está super conglomerada. Casas como o Imperator e as lonas culturais são muito importantes

Atualmente ele escreve uma coluna mensal no jornal Polivox que tem a proposta de falar apenas sobre as bandas que viveram essa época do Garage como Gangrena Gasosa, Sex Noise, Piu Piu e Sua Banda, Zumbi do Mato e outras.