De Olho na ZN – Fanfaloucura

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_8_

Na última sexta-feira, dia 17/04, o Instituto Municipal Nise da Silveira, no espaço carinhosamente conhecido como Hotel da Loucura, recebeu seu primeiro festival de fanfarras. A música das orquestras que passaram por lá se juntou à alegria do público presente em um espetáculo de pura alegria e realização. O evento teve a participação da Orquestra Voadora, Marofas Grass Band e Os Siderais, além do live painting de Rafo Castro e RafaMon e o DJ Bruno Eppinghaus, todos na missão de fazer daquele dia um momento inesquecível.

Tomo a liberdade de escrever o texto em primeira pessoa, porque um evento dessa magnitude emocional não deixa ninguém passar impune. Fui, despida de medos, preconceitos e paradigmas, lutando contra as imagens de “hospício” que tanto são difundidas por aí. Que surpresa maravilhosa! O ser humano, quando quer, é capaz de realizações inacreditáveis, e a tarde desta sexta-feira foi um exemplo muito vivo disso. Os clientes do Hotel, os convidados externos, os músicos, os funcionários, os idealizadores, todos juntos num só sorriso que mostrava ser possível a cura de qualquer diagnóstico. Vitor Pordeus, médico responsável do local, não cansava de pregar o ideal de que “o afeto cura” e quem esteve presente não pode negar que esta filosofia é real e possível.

Que venham muito mais eventos como esse. Que as portas do Hotel estejam sempre escancaradas para hospedar arte, música, amor e afeto.

Abaixo você confere os registros do que rolou. Parabéns a todos os envolvidos neste lindo espetáculo!

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_7_

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_6_

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_5_

Fanfaloucura_Hotel-da-Loucura_Zona-Norte-Etc_-Foto_Fabiano-Albergaria_2_.png

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_3_

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_4_

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_9_

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_8_

Fanfaloucura_Hotel da Loucura_Zona Norte Etc_ Foto_Fabiano Albergaria_10_

Fotos por Fabiano Albergaria

Dica ZN – Fanfaloucura

rafa monteiro_zona norte etc

O incrível espaço dentro do Instituto Municipal Nise da Silveira, o mesmo que sedia o Hotel da Loucura, recebe nesta sexta, 17/04, o I FANFALOUCURA, festival de fanfarras que ocupará o lugar com muita música, diversão, alegria e paixão.

fanfaloucura_zona norte etc

O festival é uma prévia do Honk Festival Of Activist the Street Bands, que ocorre, anualmente, em várias regiões dos Estados Unidos, que terá sua primeira edição carioca no segundo semestre de 2015. Nesta primeira edição, o evento conta com as participações especialíssimas da Orquestra Voadora, Marofas Grass Band e Theatron de Dyonises.

O objetivo da celebração é a promoção de encontros e diálogos entre clientes, profissionais de saúde, artistas, coletivos, moradores do entorno e qualquer um que queira somar com arte, celebração e afeto. Além da música, os artistas Rafo Castro e Rafamon embelezam o lugar com um live painting exclusivo, que promete deixar o Hotel ainda mais colorido!

rafa monteiro_zona norte etc

Obra da artista Rafamon, um dos nomes que participa do live painting durante o Fanfaloucura | Foto: Reprodução

Tire seu melhor sorriso do armário e venha celebrar! Nós estaremos por lá registrando tudo!

Serviço: Instituto Municipal Nise da Silveira – Rua Ramiro Magalhães, 521 – Engenho de Dentro

Das 12 às 18h

Entrada Gratuita

Música em família

Karen_Zona Norte Etc_Rua Música Contemporânea_Méier_2_

A Karen Kauffmann levou essa fofura do Valentim pra ver o pai Fábio Lima, que é músico e se apresentou com a banda Letuce na edição ao ar livre do Rio Música Contemporânea, que ocupou a área de lazer da Rua Dias da Cruz.

Tintin só tem um aninho de vida, mas já modelo e “muso” inspirador da mãe, que de tanto andar com ele coladinha no colo com seu sling, montou a Tintin Slingueria Etc., com modelos lindos pras mamães estilosas carregarem seus filhotes por aí!

Karen_Zona Norte Etc_Rua Música Contemporânea_Méier_3_

Foto: Fabiano Albergaria

Karen_Zona Norte Etc_Rua Música Contemporânea_Méier_1_

Foto: Fabiano Albergaria

Karen_Zona Norte Etc_Rua Música Contemporânea_Méier_2_

Foto: Fabiano Albergaria

Quer participar no conteúdo do Zona Norte Etc e mostrar os principais looks do seu bairro? Clique aqui e saiba como colaborar.

Dica ZN – Ana Costa no Imperator

Foto3_By_Caterine_Vilardo_bx

A cantora Ana Costa chega com seu show “Pelos Caminhos do Som” ao Imperator – Centro Cultural João Nogueira, nesta quinta-feira, dia 12/03.

No show, Ana faz um recorte vibrante da obra lusófona de Martinho da Vila em apresentação cujo registro irá virar DVD, o primeiro de sua carreira. O palco escolhido para receber essa festa, que terá participação especial de Marcelinho Moreira, Dirceu Leite, Agrião, Alceu Maia e Meninas da Serrinha – entre outras surpresas -, foi o do Imperator, no Méier.

Foto3_By_Caterine_Vilardo_bx

A cantora Ana Costa grava seu primeiro DVD no Imperator | Foto: Caterine Vilardo (Divulgação)

A proposta de reunir esse repertório é chamar a atenção para a importância da criação de Martinho, sambista consagrado, pesquisador incansável dos variados ritmos brasileiros e considerado o embaixador da música brasileira dos países de língua portuguesa. Foi ele quem propôs o chamado “traço de união” entre as nações de língua portuguesa, misturando sambas que estão no imaginário de todo nós com canções que foram menos divulgadas. A obra de Martinho, o álbum “Lusofonia”, lançado em 2000, surge como referência por sua exaltação à música e a cultura dos países lusófonos, com composições de Angola, Moçambique, Portugal e Timor Leste, relidas e recriadas pelo sambista.

No setlist de Ana, figuram “Fazendo as malas” (de Martinho e Rildo Hora), “Samba dos ancestrais” (dele com a saudosa Rosinha de Valença), a recente “Filosofia de vida” (feita a seis mãos com Marcelinho Moreira e Fred Camacho), as famosas “Odilé odilá” (parceria dele com João Bosco, que Ana Costa regravou no Sambabook do Martinho), “Traço de união” (mais uma da dupla Martinho/ João Bosco), “Canta canta, minha gente” e “Madalena do Jucú”, uma versão dele para uma cantiga de domínio público. Esta última foi registrada no clássico “O canto das lavadeiras”, de 1989, um disco inspirado no folclore brasileiro. A faixa que nomeia o projeto, “Pelos caminhos do som”, também saiu desse LP antológico.

ANA COSTA GRAVA O DVD “PELOS CAMINHOS DO SOM”

12/03 às 21h

Imperator – Centro Cultural João Nogueira – Rua Dias da Cruz, 170, no Méier

Ingressos: Plateia sentada: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada) | Pista R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada)

Classificação: 16 anos

Rua Música Contemporânea

Rua Música Contemporânea_Facebook_Zona Norte Etc
Rua Música Contemporânea_Facebook_Zona Norte Etc

Reprodução

Esse ano começou do jeito que a gente gosta: com muita música boa feita de forma democrática, na rua. Dessa vez nosso registro foi do que rolou no Rio Rua Música Contemporânea, no Méier, na Rua Dias da Cruz, em frente ao Imperator – Centro Cultural João Nogueira. Simplesmente sensacional curtir a tarde na ZN com o som fino do querido Qinho, Letuce e a parceira Sistah Mo Respect! Quem chegou junto pôde conferir o festival ao ar livre, com total segurança e alto astral.

Nós agradecemos e esperamos ansiosamente outra edição. Na rua, ou dentro do Imperator. O que importa é que o Rua Música Contemporânea, que já trouxe tantos nomes consagrados e novos pra cena da zona norte, continue fazendo o maravilhoso trabalho, praticamente serviço de utilidade pública, de disseminar a cultura pelo Rio de Janeiro dessa forma tão bela.

[cincopa AgAAHUsojlQg]