BlocoLoucuraSuburbana_Carnaval2017_ZonaNorteEtc_FotoClaraSthel_11_

Bloco Loucura Suburbana e os 30 anos da luta antimanicomial

Bloco Loucura Suburbana e os 30 anos da luta antimanicomial

O bloco carnavalesco Loucura Suburbana trouxe como tema para o Carnaval 2017 os 30 anos da luta antimanicomial. Criado em 2001, como parte do processo de desconstrução do modelo asilar do Instituto Municipal Nise da Silveira, o Bloco Carnavalesco Loucura Suburbana rompe os muros e resgata o carnaval de rua do Engenho de Dentro, reunindo clientes, familiares e funcionários da rede de saúde mental, além de moradores do bairro e adjacências, criando um movimento de integração com a comunidade. O bloco abre o carnaval do bairro, arrastando foliões e contribuindo para transformar o preconceito contra a loucura em admiração, respeito e desejo de integrar-se.

Esses encontros entre a loucura e a cidade geram efeitos positivos individuais e coletivos pela construção de novas redes afetivas e simbólicas. Além disso, o acesso gratuito à cultura e ao lazer responde à necessidade dos moradores dessa região que ainda conta com poucos equipamentos culturais.  O desfile anual do Bloco Loucura Suburbana pelas ruas do Engenho de Dentro acontece toda 5ª feira antes do carnaval, acompanhado da bateria: A Insandecida, formada por alunos da Oficina de Percussão e amigos.

Abaixo você confere o registro dessa grande festa afetiva pela maravilhosa lente de Clara Sthel 😉

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Vale lembrar que o bloco Loucura Suburbana recebeu o prêmio Serpentina de Ouro, concedido pelo jornal O Globo, na categoria organização em 2016 e na categoria destaque do carnaval 2013, e ainda, por duas vezes, o Prêmio Cultura e Saúde (edições 2008 e 2010).

Fotógrafo, escritor, desenhista, poeta ou matemático. Não importa! Mande o seu material e ajude a mostrar os talentos dos nossos subúrbios e periferias: contato@zonanorteetc.com.br

rafa monteiro_zona norte etc

Dica ZN – Fanfaloucura

O incrível espaço dentro do Instituto Municipal Nise da Silveira, o mesmo que sedia o Hotel da Loucura, recebe nesta sexta, 17/04, o I FANFALOUCURA, festival de fanfarras que ocupará o lugar com muita música, diversão, alegria e paixão.

fanfaloucura_zona norte etc

O festival é uma prévia do Honk Festival Of Activist the Street Bands, que ocorre, anualmente, em várias regiões dos Estados Unidos, que terá sua primeira edição carioca no segundo semestre de 2015. Nesta primeira edição, o evento conta com as participações especialíssimas da Orquestra Voadora, Marofas Grass Band e Theatron de Dyonises.

O objetivo da celebração é a promoção de encontros e diálogos entre clientes, profissionais de saúde, artistas, coletivos, moradores do entorno e qualquer um que queira somar com arte, celebração e afeto. Além da música, os artistas Rafo Castro e Rafamon embelezam o lugar com um live painting exclusivo, que promete deixar o Hotel ainda mais colorido!

rafa monteiro_zona norte etc

Obra da artista Rafamon, um dos nomes que participa do live painting durante o Fanfaloucura | Foto: Reprodução

Tire seu melhor sorriso do armário e venha celebrar! Nós estaremos por lá registrando tudo!

Serviço: Instituto Municipal Nise da Silveira – Rua Ramiro Magalhães, 521 – Engenho de Dentro

Das 12 às 18h

Entrada Gratuita

De olho na ZN: O Hotel da Loucura precisa de você!

Foto: Reprodução do site SerHurbano

Foto: Reprodução do site SerHurbano

O Hotel e Spa da Loucura é uma iniciativa genial que acontece no Engenho de Dentro, a partir da ocupação de uma enfermaria desativada no terceiro andar do Instituto Nise da Silveira com diversas atividades de arte e cultura.

Felizmente, o movimento cresceu e eles ganharam mais um andar para as ações e residência artística no local, mas para ficar perfeitinho mesmo, o espaço precisa de pintura e diversos artistas amigos já se disponibilizaram a ajudar. Agora falta o material e contamos com você para dar essa força.

Foto: Clarissa Pivetta (Reprodução do site SerHurbano)

Foto: Clarissa Pivetta (Reprodução do site SerHurbano)

Quem quiser colaborar com o décor do novo andar, A HORA É ESSA. Aquele balde de tinta maroto, rolo, bandeja de pintor, o que tiver. Não precisa estar cheio, não. Eles precisam também de 200 Metros de TNT de cor escura, 5 pistolas de cola quente grossa, 50 metros de chitão, bastão para cola quente (pistola grossa), roupas de cama, colchonetes, travesseiros, sofá, estante, TV e o que mais o coração mandar. Quem puder, a equipe tem como buscar. Quem não puder separar nada ou ir comprar, pode fortalecer com doações. Também são aceitas visitas, entusiasmo e colaborações imateriais.

Para saber mais sobre o projeto, vale dar uma lida na matéria super legal que o pessoal do coletivo SerHurbano fez sobre eles. É só clicar aqui.

Alô ZN! vamos participar?