Rio 450 anos – ZN na História – Cachambi

regram_insta_crf_mariferreira
regram_insta_crf_mariferreira

O entardecer no bairro do Cachamni | Foto: Reprodução Instagram @crf_mariferreira

Hoje no nosso passeio histórico pelo aniversário da cidade, você fica sabendo mais sobre o bairro do Cachambi!

1- Origem do nome do bairro: Caxamby, nome de origem indígena, que significa feixo; laço que amarra o capim; mato trançado.

2- Suas terras eram formadas por imensos capinzais, muito procuradas como alimentos dos animais, o que valorizava seus terrenos.

3- Dois portugueses, Manuel da Silva Cardoso e Manuel Brandão, grandes proprietários locais comercializavam com esses capinzais.

4- Antigamente, era muito procurado por ciganos que instalavam, em terrenos baldios, suas tendas.

5- Em 1879, surgiu a Companhia Ferro-Carril de Cachambi, com bondes puxados a burro que fazia a primeira ligação nos subúrbios.

6- Em 1901, foi inaugurada a Igreja Nossa Senhora da Aparecida.

7- O bairro ganhou visibilidade com a inauguração do Norte Shopping, em 1986, instalado na antiga fábrica Klabin, decorado com vitrais do inglês Brian Clarke.

8- No bairro estão localizados supermercados e hipermercados, como o Carrefour, o Wal Mart, o Sam’s Club e o Leroy Merlin.

9- Em 1936, o ex-capitão do exército Luiz Carlos Prestes e sua mulher Olga Benário, procurados desde novembro de 1935 quando se deu o golpe contra o regime conhecido como a Intentona Comunista, foram presos depois de uma armação da polícia na Rua Honório, n° 270 (alguns historiadores relatam que este número faz parte da delimitação do bairro de Todos os Santos).

10- A denominação, delimitação e codificação do Bairro foi estabelecida pelo Decreto No 3158, de 23 de julho de 1981 com alterações do Decreto No 5280, de 23 de agosto de 1985.

Fonte: Livro “Rio Bairros” de Robson Letiere

Quer saber mais sobre a história do RJ? TEM PROMO ROLANDO NA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, clica AQUI pra saber como ganhar um exemplar do livro Rio Bairros, onde você poderá conhecer sobre todos os bairros e as bandeiras exclusivas criadas pelo Professor Robson Letiere.

Rio 450 anos – ZN na História – Brás de Pina

regram_insta_thaynadesouzaiantorno
regram_insta_thaynadesouzaiantorno

A Igreja de Santa Cecília, construção histórica do bairro | Foto: Reprodução Instagram @thaynadesouzaiantorno

1- Origem do nome do bairro: Deve-se ao antigo proprietário de suas terras, Brás de Pina, que aqui mantinha um engenho de açúcar no século XVIII.

2- As terras da fazenda estendiam-se até as margens da Baía de Guanabara, estando seu nome ligado ao contrato de pesca das baleias.

3- Brás de Pina construiu o Cais dos Mineiros para o escoamento de açúcar e óleo de baleia, usado na iluminação pública.

4- O seu contrato com a Coroa Portuguesa terminou em 1765, tendo sido arrematado por Pedro Quintela.

5- A modernização do bairro ocorreu no início do século XX, ganhando impulso quando foi inaugurada, em 05 de setembro de 1910, a antiga Parada de Brás de Pina, da Estrada de Ferro Leopoldina.

6- A Companhia Construtora Kosmos adquiriu as terras do antigo engenho e criou o loteamento “Vila Guanabara”, conjunto de glebas, com ruas arborizadas e casas em estilo neo-colonial.

7- Os técnicos europeus, encarregados do projeto e das obras, dotaram o bairro de quarteirões projetados para abrigar bosques de eucaliptos, ornamentando as ruas com ipês, sapucaias e flamboyants.

8- Em 1929, a Companhia Construtora Kosmos construiu a Igreja de Santa Cecília.

9- Atualmente o bairro é dividido pela linha férrea, com pouco comércio.

10- A denominação, delimitação e codificação do Bairro foi estabelecida pelo Decreto No 3158, de 23 de julho de 1981 com alterações do Decreto No 5280, de 23 de agosto de 1985.

Fonte: Livro “Rio Bairros” de Robson Letiere

Quer saber mais sobre a história do RJ? TEM PROMO ROLANDO NA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, clica AQUI pra saber como ganhar um exemplar do livro Rio Bairros, onde você poderá conhecer sobre todos os bairros e as bandeiras exclusivas criadas pelo Professor Robson Letiere.

Rio 450 anos – ZN na História – Bento Ribeiro

insta_joycefarias_zona norte etc
insta_joycefarias_zona norte etc

Registro de street art em Bento Ribeiro | Foto: Reprodução Instagram @joycefarias

Hoje contamos um pouco da história de Bento Ribeiro, mais um bairro da ZN que visitamos nesse tour pelos 450 anos da cidade maravilhosa:

1- Origem do nome do bairro: Homenagem a Bento Manuel Ribeiro Carneiro Monteiro, general e prefeito da Cidade do Rio de Janeiro de 1910 a 1914.

2- A grande marca de sua gestão foi o incentivo ao plantio de árvores, ainda que o bairro que leva seu nome não seja pródigo em áreas verdes.

3- As terras em que hoje se situa o bairro pertenciam à Freguesia de Irajá desde 1644, quando foi criada essa freguesia da Cidade do Rio de Janeiro.

4- No século XIX, a região se chamava Rio das Pedras, em razão de ser cortada pelo Rio das Pedras.

5- O bairro se formou ao longo das Ruas João Vicente e Carolina Machado, de características predominantemente residenciais.

6- Com a implantação da Estrada de Ferro Dom Pedro II, depois Central do Brasil, foi inaugurada em 1914, a estação Bento Ribeiro.

7- Com a inauguração, a região cresceu e diversos arruamentos e loteamentos foram realizados, desaparecendo aos poucos as grandes propriedades de terra.

8- Desta estação partia o antigo ramal do Campo dos Afonsos, desativado por volta de 1960. Essa linha tinha 3 km, foi eletrificada em 1944 e seu caminho está hoje debaixo de várias residências.

9- Neste bairro nasceu o jogador de futebol Ronaldo “Fenômeno”, o 2° maior artilheiro da história das Copas do Mundo, além da apresentadora de TV e atriz Xuxa Meneghel ter passado a sua infância.

10- A denominação, delimitação e codificação do Bairro foi estabelecida pelo Decreto No 3158, de 23 de julho de 1981 com alterações do Decreto No 5280, de 23 de agosto de 1985.

Fonte: Livro “Rio Bairros” de Robson Letiere

Quer saber mais sobre a história do RJ? TEM PROMO ROLANDO NA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, clica AQUI pra saber como ganhar um exemplar do livro Rio Bairros, onde você poderá conhecer sobre todos os bairros e as bandeiras exclusivas criadas pelo Professor Robson Letiere.

Rio 450 anos – ZN na História – Benfica

insta_cesarmartintovar_zona norte etc
insta_cesarmartintovar_zona norte etc

Foto: Registro do tradicional mercado CADEG | Reprodução Instagram @cesarmartintovar

Continuando o nosso passeio dos 450 anos da cidade, hoje falamos sobre o clássico bairro de Benfica!

1- Origem do nome do bairro: Estudiosos apostam na influência de moradores portugueses – na época, uma população em massa no local -, pois existe em Lisboa uma região que leva o mesmo nome do bairro.

2- A região original era composta de alagadiços que se estendiam da Baía de Guanabara até a região da Praia Pequena.

3- No Largo do Pedregulho ficava a “Fonte da Medusa”, também chamada de “Bicão”, confeccionada em ferro fundido, com base na escultura do artista francês Henri Fréderic.

4- Um dos marcos do bairro é o Hospital Central do Exército, adquirido ao Jóquei Club em 1892, com seus três primeiros pavilhões inaugurados em 1902, e o Pavilhão Central Floriano Peixoto, em 1913.

5- É no bairro que está localizado o Mercado Municipal do Rio de Janeiro, conhecido como CADEG.

6- No bairro está também o Conjunto Residencial Prefeito Mendes de Morais – ou do Pedregulho – projetado pelo arquiteto Afonso Eduardo Reidy, construído em 1947, considerado patrimônio histórico e arquitetônico.

7- Nesse bairro também existe um pólo de iluminação, mais conhecido como a Rua dos Lustres (Rua Senador Bernardo Monteiro).

8- O Museu de Computação e Informática – MCI, outrora a primeira fábrica da IBM fora dos Estados Unidos, também está nesse bairro.

9- Antigamente existiam as fábricas da CCPL (Cooperativa Central dos Produtores de Leite) e da Gillette do Brasil.

10- A denominação, delimitação e codificação do Bairro foi estabelecida pelo Decreto No 3158, de 23 de julho de 1981 com alterações do Decreto No 5280, de 23 de agosto de 1985 e pela Lei Complementar No 17 de 29 de Julho de 1992.

Fonte: Livro “Rio Bairros” de Robson Letiere

Quer saber mais sobre a história do RJ? TEM PROMO ROLANDO NA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, clica AQUI pra saber como ganhar um exemplar do livro Rio Bairros, onde você poderá conhecer sobre todos os bairros e as bandeiras exclusivas criadas pelo Professor Robson Letiere.

Rio 450 anos – ZN na História – Barros Filho

insta_guilhermejosy_zona norte etc
insta_guilhermejosy_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @guilhermejosy

O nosso tour histórico dos 450 anos, chega hoje ao bairro de Barros Filho!

1- Origem do nome do bairro: Homenagem ao filho e herdeiro de Antônio Costa Barros, proprietário das terras da Fazenda Boa Esperança.

2- Toda a região pertencia à Freguesia de Irajá, e era ocupada por grandes fazendas, como a Botafogo e a do Engenho Boa Esperança, no século XVIII.

3- A família Costa Barros era proprietária de grandes latifúndios na região.

4- Com a construção da linha ferroviária auxiliar, entre 1892 e 1898, nela foi instalada, em 1908, a estação Barros Filho.

5- O bairro é atravessado pela Avenida Brasil e abrange o Distrito Industrial da Fazenda Botafogo e diversas comunidades.

6- Conta com o CIEP Rubens Gomes, a Escola Municipal Sindicalista Chico Mendes, a Escola Municipal Juracy Silveira, o Centro de Educação Infantil Fonteducart e o Colégio Cantinho do Saber.

7- Localiza-se uma unidade do SESI, onde possui ótima estrutura, tais como: piscina olímpica, academia e atividades voltadas para o lazer e

saúde dos moradores do bairro.

8- Em 1958, a Armcostaco inaugurou, no bairro, uma fábrica de produtos de aço para saneamento, construção viária e mineração, e uma indústria de produtos químicos e Panamericana.

9- Muitos nem sabem o motivo de uma passagem entre a Rua João Pessoa e a Rua Joana D’Arc se chamar “Beco do Chiqueiro”. Na verdade a passagem era um largo onde existia uma criação de porcos, herança do tempo em que toda a região era uma grande fazenda.

10- A denominação, delimitação e codificação do Bairro foi estabelecida pelo Decreto No 3158, de 23 de julho de 1981 com alterações do Decreto No 5280, de 23 de agosto de 1985.

Fonte: Livro “Rio Bairros” de Robson Letiere

Quer saber mais sobre a história do RJ? TEM PROMO ROLANDO NA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, clica AQUI pra saber como ganhar um exemplar do livro Rio Bairros, onde você poderá conhecer sobre todos os bairros e as bandeiras exclusivas criadas pelo Professor Robson Letiere.