Rock de Leve

Jessica de Oliveira_2017_06_29@Méier Street Style_Zona Norte Etc_Foto Fabiano Albergaria-6_FB

Rock de Leve

A Roberta Dias aproveitou o inverno carioca pra dar um toque rock'n'roll na produção. O jeans e a camiseta básicos ganharam a companhia de uma bota baixa, com pegada mais pesada e o colar tipo choker arrematou o estilo. 
Arrow
Arrow
Roberta Dias - Foto: Fabiano Albergaria
Shadow
ArrowArrow
Slider
 
 

Projeto Música Encantada Está Com Inscrições Abertas

musica_encantada___aula_de_canto-1

Projeto Música Encantada Está Com Inscrições Abertas

Com sede na Pavuna o Projeto Música Encantada oferece aulas de canto, violão, flauta, inglês e educação complementar

musica_encantada___aula_de_canto-1
Estão abertas as inscrições para o projeto Música Encantada, na Pavuna. Com o objetivo de promover inclusão por meio da música, o programa oferece aulas de violão, canto, musicalização através da flauta doce, educação complementar e inglês. Os interessados devem ter entre 7 e 17 anos e comparecer à sede do projeto acompanhado de responsável legal. Todas as aulas são gratuitas.

O Música Encantada é um projeto cultural gratuito de educação musical, onde crianças e adolescentes de uma das regiões com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDHh) do Rio têm aulas de música e acompanhamento de psicólogos e assistentes sociais. Atualmente cerca de 120 crianças e jovens são atendidos pela iniciativa.

O programa foi desenvolvido a partir da iniciativa do músico Daniel Sant´Anna, que há 12 anos se propôs a dar aulas de violão a jovens da comunidade Terra Encantada. Os primeiros alunos contavam com apenas dois violões para o aprendizado, mas graças a doações, o programa passou a fornecer instrumentos para cada um dos atendidos. Dentro desta iniciativa, nasceu a Orquestra Violões Encantados, formada por alunos do projeto.

Música Encantada
Rua Orquídea, 01 - Comunidade Phídias Távora - Pavuna
(21) 3454-0251

Exposição “Urbanologia”

MarcelloRocha_Urbanologia_ZonaNorteEtc

Exposição “Urbanologia”

Arrow
Arrow
Foto: Marcello Rocha
Slider

Começou nesta quarta-feira a exposição "Urbanologia", de Marcello Rocha. Nela, o cotidiano de bairros do chamado Grande Méier. Para o acervo também foram selecionadas fotografias de alunos que participaram de oficinas de fotografia na unidade SESC do Engenho de Dentro. São registros que retratam o lado urbano em preto e branco e também a ludicidade do multicolorido característico da ZN. A ideia é mostrar além da correria diária, o lado bucólico dos bairros. 

Serviço
Exposição Urbanologia
De terça a sexta, das 8h às 20h30m
Sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h30m
Agendamento de grupos: 3822-4892
SESC – Engenho de Dentro: Av. Amaro Cavalcanti, 1661
Tel: 3822-4830

Madureira, Chico Tadeu e o Rap

Chico Tadeu

Fico muito contente quando me deparo com um artista dessa qualidade. Hoje, tenho o prazer de falar sobre o trabalho do Rapper Chico Tadeu. Cria de Madureira. Talento legítimo da nossa querida e culturalmente frutífera ZONA NORTE. Em seu trabalho de estreia chamado O ESTADO CRÍTICO, já na primeira música chamada AHIMSA mete o pé na porta e nos ouvidos atentos. A partir dali percebi que era melhor me ajeitar na cadeira porque coisa boa estava por vir. Chico Tadeu é Papo reto. A explicação da frase O ESTADO CRÍTICO que intitula o álbum, são três: A situação social na qual o país se encontra; O problema na segurança pública e na educação; E todo o excesso de informações que recebemos nessa era digital.

Ouça o álbum na íntegra:

É por conta de toda essa observação que ele diz entrar em um ESTADO CRÍTICO, pede licença para criticar a atual situação que tem observado no país e após dois anos em estúdio grava o primeiro disco. O disco foi produzido e mixado por DuBrown e Suarez, a masterização é de Luiz Café, beats de KMKZ, F2L, MrBreak e DuBrown, e participação de Ghetto ZN na música Trem da Norte.

Chico Tadeu

…Simplesmente juntamos o que há de melhor no RJ e no Brasil, desde o beatmaker ao profissional de masterização, acho que a grande sacada do ESTADO CRÍTICO foi essa: Juntar DuBrown e Suarez na produção de um disco. Pra mim, significa o clássico e o contemporâneo lado a lado. KMKZ e F2L são os melhores beatmakers do Brasil e até da américa latina, se bobear, e o Mr Break que dispensa comentários, por isso não é mérito só meu… São deles também, foi uma família que trabalhou firme e se dedicou, sou muito grato por isso.

E a coluna Soda Noise sai bem em tempo de curtirmos o lançamento oficial do show do Chico Tadeu. Vai ser lá no Viaduto de Madureira, na sexta-feira, dia 04/03, no Baile Black Santa!

Mande seu material para a coluna Soda Noise através do email: contato@zonanorteetc.com.br

Rio 451 anos – De beleza e luta

Rio 451_Zona Norte Etc

Rio 451_Zona Norte Etc

Hoje, 1º de março, há 451 anos atrás a cidade do Rio de Janeiro era fundada por Estácio de Sá. O objetivo foi iniciar a luta pela expulsão dos franceses e reconquista das terras da Baía de Guanabara, onde os franceses já se encontravam na área por dez anos. E, tanto tempo depois, o Rio de Janeiro continua lindo… e também continua o movimento de reconquista da nossa cidade, mas agora a luta é pela reconquista em nossa dignidade. A batalha hoje é pela reconquista das praças e logradouros públicos e pela coletividade. O panorama hoje é de crise econômica mas por outro lado cresce, cada vez mais, a quantidade de cultura e arte produzida na periferia. Valoriza-se o artista independente e buscamos o reconhecimento dos direitos das minorias, que ainda precisa avançar muito. 

As belezas naturais ainda são as mais belas do mundo e o povo continua alegre. Esse ano tem eleição municipal e é nessa hora que devemos fazer valer nosso voto para que o Rio, que é, fique cada vez mais lindo.