Manguinhos em Cena apresenta peça mitológica: “Fronteira”

Manguinhos em cena Foto Gui Maia

Manguinhos em Cena apresenta peça mitológica: “Fronteira”

Manguinhos em cena Foto Gui Maia

Foto: Gui Maia

Romance musical volta para nova temporada com seis apresentações exclusivas, em novembro, no Cineteatro Eduardo Coutinho.
 
 
Rock, blues, samba e funk estão presentes em “Fronteira”, peça do Coletivo Manguinhos em Cena. Espetáculo conta a história de amor mitológica entre “Flor e Sabiá”, os filhos jovens de “Gênesis e Gaia”. Líderes de territórios distintos que no passado também viveram um grande amor, os personagens ultrapassam as barreiras para viver um amor livre de tempo ou lugar. O espetáculo inova com os atores encenando no meio do público, numa plateia desconstruída, ao som da ópera-funk-rock.  A peça volta aos palcos para uma temporada especial que acontecerá nos dias 15 (quarta-feira), 16 (quinta-feira), 17 (sexta-feira) e 24 (sexta-feira), 25 (sábado) e 26 (domingo) de novembro de 2017. Serão duas apresentações por dia uma às 16 horas e outra às 19 horas, no Cineteatro Eduardo Coutinho da Biblioteca Parque de Manguinhos.

Com direção dos integrantes Maycon Barbosa e Sirlea Aleixo, e produção de Evaldo de Andrade, o “Fronteira” é uma ópera-funk-rock voltada para o público jovem que mostra a força dramatúrgica e o lado intuitivo musical do grupo. A trajetória do Manguinhos em Cena até esse segundo espetáculo, se traduz na ousadia e na potência de cada um dos atores em cena.

É uma grande sensação de preenchimento e realização que nos move a estar aqui cada vez mais fortes e preparados para atravessar a Fronteira e virar a luz para quem quiser ver. Ainda há muito o que fazer, a estrada está só começando. Mas não nos resta dúvida: Manguinhos em Cena vai percorrê-la com graça, talento e intensidade. Sem medo algum de atravessar a Fronteira - orgulha-se o grupo.

 

Sinopse

A Fronteira é um não-lugar no espaço, no qual todos os desavisados que atravessam seus limites, desaparecem. É o que diz a lenda. Ela fica entre dois territórios rivais com moradores que seguem seus líderes Gênesis e Gaia, sem questionar, desde tempos esquecidos. Um dia, os filhos jovens de Gênesis e Gaia – Flor e Sabiá, por se sentirem diferentes de todos ao seu redor, fogem e atravessam os limites da Fronteira. Eles se encontram, se conhecem e se apaixonam. O amor dos jovens vai provocar uma grande revolução nos territórios de seus pais e forçará Gênesis e Gaia a se encontrarem e enfrentarem, finalmente, o passado longínquo que os separou e exilou na terra.

 

SERVIÇO:

Peça “Fronteira”.

Dias: 15 (quarta-feira), 16(quinta-feira), 17(sexta-feira)

24 (sexta-feira), 25 (sábado), 26 (domingo) de novembro, em duas sessões (16h e 19h)

Local: Cineteatro Eduardo Coutinho, na Biblioteca Parque de Manguinhos

Endereço: Av. Dom Helder Câmara, 1184 – Manguinhos - Tel (21) 2204-1498

Ingresso: R$5

Classificação: 10 anos

Capacidade: 150 lugares (sujeito à lotação)

De Olho na ZN – Reluzir

Reluzir_Zona Norte Etc

Depois do sucesso do concurso “A Mais Bela Entre Elas”, que mostramos por aqui, a produtora Jacaré é Moda traz a exposição Reluzir – Moda, Favela e Carnaval.

Reluzir_Zona Norte Etc

Uma das imagens que estará em exposição | Foto: Wilmore Oliveira

Reluzir é um resgate cultural, no qual todos os flashes apontam pra um lugar: a favela. O carnaval foi escolhido como pano de fundo por representar brilho, alegria, ritmo e força em uma explosão de significados. Os transmissores dessa luz representados na exposição são jovens moradores da favela do Jacaré e integrantes do projeto Jacaré é Moda. Entre batuques e corações pulsantes, serão apresentadas em três fases o brilho dessa luz em um ensaio fotográfico nas ruas da favela do Jacaré, no Rio de Janeiro.

Você, além de convidado, estará representado. Seja por meio dos instrumentos que marcam o tempo, ou dos próprio modelos que representam a força dessa luz. Seja bem vindo.

Neste domingo, 8 de Fevereiro em dois pontos de exposição:

I. 12h as 17h no Mototáxi do Jacaré II. 20h as 23h na quadra da GRES Unidos do Jacarezinho junto com o ensaio de Carnaval!

*Fotografia Wilmore Oliveira, by THUMP, Noisey e deu Zebraa

*Maquiagem: Carolina Carpegiani (Salt Mgt)

*Acervo, figurino e acessórios Gerson Dark, by Jacarezinho

*Realização Jacaré é Moda

*Maiores informações jacaremoda@gmail.com

De Olho na ZN: Ladies Gang

Ladies Gang - Jacaré é Moda - Zona Norte Etc - Concurso A Mais Bela entre Elas

O ZN Etc lança hoje uma nova coluna, com talentos que estamos descobrindo pela Zona Norte em diversas áreas e que valem muito prestar atenção!

Um coletivo de cinco meninas que tem como principal objetivo dançar e reforçar a cultura negra e poder feminino. Essas são as Ladies Gang, grupo que surgiu em Manguinhos e está mudando o pensamento de muito marmanjo com suas letras de afirmação à cultura afro e importância da independência da mulher.

Elas se conheceram em bailes charme e passaram a se encontrar para dançar e rimar, hobby que virou profissão depois da dica de um DJ amigo. O grupo começou com 10 integrantes, mas conforme foram se firmando, apenas 5 seguiram o caminho: Dona Lanôr, Bandity, Slain Rúbia, Kim Glimberg e Tetiz, codenomes de Ana Paula Santos, Patrícia Nogueira, Brenda Azevedo, Cassia dos Anjos e Stephanie Gonçalves, respectivamente. As cinco passaram pela Casa Fenomenal da Nike no Sneaker Day e aproveitaram para mostrar alguns passos ao vivo.

As amigas também fazem trabalhos solo, mas sempre relacionados com a dança e Kim, inclusive, está no elenco da nova Malhação, no núcleo da escola de talentos, e talento é o que não falta nessas meninas!

Para mais informações sobre o trabalho das Ladies Gang, acesse a página do grupo no Facebook.

Foto: Thayane Dantas

Foto: Thayane Dantas

Quer participar no conteúdo do Zona Norte Etc e mostrar os principais looks do seu bairro? Clique aqui e saiba como colaborar.

DICA ZN: O CIRCO CHEGOU

Começou ontem o 2º Festival Internacional de Circo do Rio de Janeiro, que até o dia 18 de maio trará o mundo mágico do circo em picadeiros espalhados por toda a cidade. Serão aproximadamente 400 artistas em cerca de 200 apresentações gratuitas para um público estimado em 250 mil pessoas.

E o melhor é que dentre os 60 picadeiros montados, 46 são dentro de comunidades, muitas delas na Zona Norte. Muito democrático. Vai ter espaço pra Penha, Madureira, Maré, Mangueira, Turano, Manguinhos e muito mais. Coisa linda!

Confira aqui a programação completa de acordo com os locais.