MC Xan, do Grajaú, vence o primeiro round da tradicional Batalha do Real

Batalha do Real_Imperator_Zona Norte Etc_Foto Henrique Madeira_1_

MC Xan, do Grajaú, vence o primeiro round da tradicional Batalha do Real

Batalha do Real_Imperator_Zona Norte Etc_Foto Henrique Madeira_3_

Foto: Henrique Madeira

MC Xan tem 20 anos e é cria da ZN. Morador do Grajamaica Grajaú. Ele foi o grande vencedor do primeiro round da tradicional Batalha do Real, que é referência para o RAP carioca e fez uma grande festa lotando o Imperator. MC Xan chegou à final com o MC Pelé, de São Gonçalo, que também é um monstrinho da rima mas nessa batalha quem levou o prêmio de R$ 1 mil e garantiu uma vaga na grande final que vai incendiar a Lapa no dia 20 de novembro foi o Xan.

Assista a batalha final:

O próximo round da Batalha do Real acontece no dia 13 de setembro, em Jacarepaguá, na Lona Cultural Jacó do Bandolim, quando mais um dos 16 rappers participantes se classificam para a final. Lógico que o ZN vai estar por lá!

O vencedor da noite: Xan

Xan é Gabriel Henrique de Carvalho, ouve rap desde pequeno e sempre teve um dom para a escrita, além de gosto pelo ritmo, o que tornou inevitável o seu envolvimento com a cultura hip-hop. O MC foi indicado pela Roda Cultural de Vila Isabel, da qual foi vencedor, além de ter participado e vencido nas rodas de Méier e na Batalha do Tanque, em São Gonçalo. Gabriel é fã de MV Bill, Racionais MCs, Marechal, Claudinho e Buchecha e O Rappa.

Batalha do Real_Imperator_Zona Norte Etc_Foto Henrique Madeira_2_

Foto: Henrique Madeira


Comecei no rap porque não tinha forma de não me envolver com a cultura, acabei indo pelo lado da música, que foi no que me destaquei mais. Vencer a primeira batalha foi uma honra, sei que foi só uma batalha, que a guerra não acabou, mas estou muito realizado

Em segundo lugar, com um prêmio de R$ 500, ficou o rapper Pelé, 19 anos, de São Gonçalo, nascido Mauricio Lourenço e morador de Trindade. Pelé conheceu o rap em 2008 e foi indicado pela Batalha do Tanque. Já venceu por lá e também na roda de Botafogo. Este primeiro round da Batalha do Real foi apresentado pelos MCs Marechal e Coé.

Batalha do Real_Imperator_Zona Norte Etc_Foto Henrique Madeira_1_

Foto: Henrique Madeira


Muito importante ver a cena de todo o Rio de Janeiro reunida no Imperator! Essa geração da Batalha do Real honrou nossa história e fez uma das melhores batalhas de todos os tempos. Estar na Batalha do Real ontem foi uma máquina do tempo, mirando não só o nosso passado, mas também para o futuro, pois, com certeza, vamos ouvir falar muito dessa galera

Analisa o criador da Batalha do Real, Aori Sauthon, diretor executivo da Brutal Crew, organizadora do evento.

Próximas etapas

13/09, Jacarepaguá, das 18h às 22h

Lona Cultural Jacó do Bandolim

Praça Geraldo Simonard, S/N

Tel. : (21) 2425-0825
Apresentadores: Gil e Sheep.

DJ’s: Babz Brutal, LP e Negralha (ORappa)

Shows: Shadon (Tudo Bom) e Néctar Gang (Piramide Perdida)

02/10, Madureira, 16h às 22h

Arena Carioca Fernando Torres

Rua Bernardino de Andrade, 200

Tel.: (21) 3495-3078

02/10

Apresentadores: Negra Rê e Lepo

DJ's: Babz Brutal, LP e DJ Saddan

Pockets: Ratão (Tudo Bom), Lucas Carlos (Piramide Perdida) e DJ Negralha Banda

30/10, Penha, 16h às 22h

Arena Carioca Dicró

R. Flora Lôbo - Penha Circular, Rio de Janeiro - RJ, 21210-500

Tel: (21) 7951-0203
Apresentadores: Bacon e Chapadão.

DJ's:Babz Brutal, LP e Negralha

Pockets: Mãoli (Tudo Bom), Akira Presidente e Sain (Piramide Perdida)

16h às 22h.

20/11, Lapa

Grande final

Nos Arcos da Lapa, na Praça Batalha do Real

Elis Diva Mirim

Elis Cantanhede_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_2_
Elis Cantanhede_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria

Foto: Fabiano Albergaria

A grande sensação do momento é a querida Elis Cantanhede. Criança, modelo, urban dancer, fashionista, preta e crespa: assim diz a sua definição de perfil no instagram que já conta com mais de 5.000 seguidores. A pequena vem arrasando por onde passa e deixa a todos babando com sua beleza, simpatia e talento. Nós esbarramos com ela no evento do Black History Month com esse look lindo e cheio de estilo, e então nos últimos dias o vídeo dela dançando Formation, da Beyoncé, bombou, a transformando numa mini celebridade com direito a post nos principais sites de comportamento e moda. Confira abaixo!

Ela integra o Projeto Social Rio H2K Madureira, uma das ramificações do Festival Rio H2K de danças urbanas dirigido por Jefferson Antonio e Luis Marques. As aulas são gratuitas e acontecem pelas manhãs de sábado, quinzenalmente, das 8h30 às 12h30, no espaço Rio Charme, embaixo do Viaduto Negrão de Lima, em Madureira. Podem participar crianças e jovens entre 10 e 18 anos.

Elis Cantanhede_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_2_

Foto: Fabiano Albergaria

A pequena é muito diva. Ela também participa do clipe da Mc Soffia chamado Menina Pretinha. Mais uma mostra do protagonismo infanto-juvenil e do engajamento que chega cada vez mais cedo para realmente mudarmos o mundo.

É impossível não se apaixonar pela Elis. Você pode acompanhar o canal dela no Youtube e ficar por dentro das novidades dessa fofura. Se você curtiu os acessórios dessa lindeza pode encontrar alguns na Lulu e Lili. Se você também tem um pequenininho e gostaria de mostra-lo ao mundo é só falar com a Crespinhos SA.

Lançamento Pimp My Boat – Ilha do Governador

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_40_

Foi com um belo dia de Sol que partimos em direção à Praça XV para navegarmos pela Baía de Guanabara até a colônia de pescadores Z10, na Ilha do Governador, para então acompanhar o nascimento oficial de um projeto lindo: O Pimp My Boat!

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_9_

Nathália Chérem e Carol Rabello Foto: Fabiano Albergaria

Logo na ida, em alto mar mesmo, seguimos em três barcos repletos de artistas, músicos da Hey Ho Brass Band e imprensa. Mal os barcos zarparam e os artistas começaram a grafitar. Em apenas 30 minutos Cazé Sawaya já tinha colocado o Barbudinho pra fazer companhia aos pescadores.

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_6_

Foto: Fabiano Albergaria

O clima de festa e harmonia era total. Ainda mais com a presença do palhaço Churumello que divertiu e animou a viagem e ainda teve tempo pra deixar sua marca no barco através de seu alter-ego Carva.

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_3_

Nathália Chérem e Churumello – Foto: Fabiano Albergaria

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_22_

Foto: Fabiano Albergaria

Não é todo dia que temos a oportunidade de estarmos navegando com os próprios piratas! E nesse dia foi assim… a fanfara dos piratas da Hey Ho Brass Band contagiou todo mundo de uma forma mágica! O melhor do Rock and Roll com uma Brass Band de respeito!

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_8_

Davi e Rafa Mon – Foto: Fabiano Albergaria

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_13_

Foto: Fabiano Albergaria

Chegando em terra firme os grafiteiros assumiram seus postos e começaram os trabalhos nos barcos e no entorno da colônia para felicidade geral dos moradores que assistiram, participaram e nos recepcionaram d=com muito carinho, cerveja gelada, camarão e peixe frito SEM PARAR!

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_30_

Foto: Fabiano Albergaria

Depois da Hey Ho Brass Band foi a ver de ouvirmos as melhores e maiores pedradas musicais com o coletivo Pedradas que colocou todo mundo pra dançar com muito groove! Fenomenal!

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_32_

Foto: Fabiano Albergaria

O Sonbil foi um dos artistas locais que participou do evento e ajudou a embelezar a Z10 com a sua arte.

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_40_

Foto: Fabiano Albergaria

Mais trabalho do Cazé.

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_50_

Foto: Fabiano Albergaria

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_54_

Cazé e Cast – Foto: Fabiano Albergaria

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_59_

Foto: Fabiano Albergaria

Pimp My Boat_Ilha do Governador_Zona Norte Etc_Foto_Fabiano Albergaria_61_

Foto: Fabiano Albergaria

Saímos de lá com a sensação de missão cumprida, os pescadores emocionados e agradecidos pela ação e, claro, com gostinho de quero mais. Portanto, aguardem instruções da tripulação porque esse navio que se chama Pimp My Boat apenas está saindo do porto. Acompanhe as novidades aqui.

Veja o álbum completo:

Mais uma leva de fotos do nosso lançamento lá na Colônia de Pescadores Z10. As fotos são do Fabiano Albergaria que faz…

Posted by Pimp My Boat on Quinta, 19 de novembro de 2015

De olho na ZN – Acorda Acessórios

Acorda 2_zona norte etc

Pequena África é o nome dado por Heitor dos Prazeres a uma região do Rio de Janeiro compreendida pela zona portuária do Rio de Janeiro, Gamboa, Saúde onde se encontra a Comunidade Remanescentes de Quilombos da Pedra do Sal, Santo Cristo, e outros locais habitados por escravos alforriados. E foi nessa região que a Acorda Acessórios, marca de Michelle Andrade e Luana Maria, se inspirou para criar as peças desa nova coleção. Como referência, as cores e riquezas do berço do samba carioca e dos blacks e, como direcionamento fundamental, o upcycling e o reaproveitamento de materiais que seriam descartados. O resultado são peças únicas, principalmente nas estampas, que recebem recortes exclusivos para cada produto.

Estivemos na Casa Porto para o lançamento da nova coleção e conversamos com a dupla criativa responsável pelos acessórios incríveis da marca. Confira abaixo o nosso bate papo:

Acorda Acessórios_Zona Norte Etc_Foto Fabiano Albergaria_3_

Michelle Andrade e Luana Maria, as lindas responsáveis pelas criações da Acorda Acessórios | Foto: Fabiano Albergaria

Qual foi a inspiração para a criação das peças da coleção?

Os nossos passeios pela região, as festas… Entendemos que era como um quilombo, essa manifestação, esse resgate da cultura local. E pensando sobre que iríamos falar ou fazer, nos veio a Pequena África, que está aqui do lado e é um tema que não é muito explorado. Ninguém aprende na escola o que é essa Pequena África, todos frequentam mas não sabem a importância do lugar, principalmente para os negros, já que os africanos chegavam ao Brasil por esta região, pelo Cais do Valongo. E a partir disso, e de estarmos sempre transitando por aqui e vendo que tem um valor histórico muito especial para todo mundo mas que era tão esquecido, resolvemos usar como ponto de partida. Começamos a pensar na coleção de uma forma dividida, procurando trabalhar bem a parte histórica e fugindo das tendências.

Acorda 2_zona norte etc

Já trabalhamos com a sustentabilidade, que é difícil, porque os tecidos que conseguimos às vezes não se misturam, não conseguimos volumes muito grandes da mesma estampa. Então a ideia foi pensar a coleção como uma escola de samba, com vários setores contando essa história. A primeira parte são os tecidos em tons azuis, que representam a chegada pelo navio, passando pelo vermelho e os roxos e os tons terrrosos representando a questão da religiosidade, porque Candomblé se iniciou na Pedra do Sal. Depois chegamos à nossa leitura, porque se você observar, o negro foi tirado da África, mas em qualquer lugar do mundo ele continua colorido, feliz e cheio de danças, e isso você percebe no PB com pontos de cor.

Como foi o processo de criação das fotos de campanha?

Nós tomamos todas as decisões juntas, são quase 20 anos de amizade e dividimos tudo. Isso é muito legal porque a sintonia é muito grande, então quando resolvemos montar a marca foi muito natural. A campanha foi uma consequência dessa conexão, foi bem tranquilo chegar na ideia. Já sabíamos que queríamos fotografar na Pequena África, mostrar as portas coloridas, escadas, algumas paredes detonadas… Nas fotos mostramos essa divisão da coleção um pouco, começando por alguns tons mais neutros, depois uma parte com o colorido até chegar no preto e branco e explodir em pontos de cor. A equipe também foi incrível: as fotos são do Vanderson Castro, o make do Chico Toscano, a Dany Attini na produção de moda e a Carol Delgado que super nos ajudou e foi super parceira, além da Universidade da Correria, que o tempo todo nos apoia. Fotografamos tudo em um dia!

Campanha Acorda_foto Vanderson Castro_ zona norte etc_2

Uma das fotos da campanha, feita por Vanderson Castro

Gostou do trabalho delas? Saiba que você também pode participar na criação das peças! Para quem trabalha com upcycling e sustentabilidade, é sempre muito complicado conseguir matéria prima, então você que tem uma empresa com materiais que serão descartados, seja automotiva, algum tipo de tecido ou até algum material inusitado que para você não tenha uso, entra em contato com elas. Seu “lixo” pode virar um acessório incrível! ♥

Quer saber como comprar sua peça exclusiva Acorda Acessórios? Corre lá no Facebook ou Instagram da marca (em breve vai rolar loja online também e avisamos por aqui) ou dá um pulinho na próxima edição da Feira do Lavradio.

Dia da Revolução Cultural – Parte 2

Dia da Revolução_Zona Norte Etc_Desfile

E guardamos para o final o ponto alto do evento que reuniu o blog O Último Black Power e a grife DNG Rio de Janeiro. A noite foi simplesmente linda e, como queríamos mostrar tudo perfeitinho, como os looks mereciam, preparamos uma galeria especial com as peças do desfile e uma entrevista com os realizadores e colaboradores dessa festa incrível!

Dia da Revolução_Zona Norte Etc_Desfile

Jota, do blog O.U.B.P.; Robinho, da DNG Rio de Janeiro; Michele Andrade e Luana Maria, da Acorda Acessórios e Junior, da DNG Rio de Janeiro | Foto: Fabiano Albergaria

O time responsável pelo desenvolvimento, criação e edição do desfile, só tinha gente linda e interessante. Jota C Angelo, do O.U.B.P. foi o estilista responsável pela conceituação do tema e das peças que seriam desfiladas. A produção ficou a cargo da DNG Rio de Janeiro  e a apresentação poderosa dos looks, ficou nas mãos talentosíssimas das meninas da Acorda Acessórios, que já apresentamos aqui e aqui.

Conversamos com Jota, do O.U.B.P. e Robinho e Junior, da DNG, sobre o processo de criação e a parceria inédita de dois nomes tão importantes para este movimento.

Primeiro Robinho explicou sobre o surgimento da ideia da colab:

Comemoramos o Dia da Revolução Cultural fazendo uma conexão entre parceiros de longa data e a ideia era utilizar essa data como celebração. A DNG está há mais de 10 anos no mercado e tem essa facilidade de se conectar com várias tribos distintas e achamos que seria ótimo juntar esse dia com a nossa revolução cultural, porque a DNG faz isso, essa revolução urbana. Então resolvemos unir todos esses movimentos em um só lugar e deu super certo!

O Junior, também da DNG, falou sobre o processo criativo da coleção:

A gente já faz esse tipo de trabalho com outras tribos. Patrocinamos skatistas, DJ’s, produzimos eventos de skate… Então já temos experiência em fazer colab com outros segmentos de moda, arte e cultura por sermos uma marca com esse olhar para o sócio-cultural. Com o sucesso do blog do Jota, nós vimos uma ótima possibilidade. Conversamos e em menos de 15 dias pensamos no evento, aproveitando que já era uma data importante e resolvemos unir todas essas tribos que nos comunicamos e foi esse resultado lindo. Sobre a criação, o Jota é estudante de moda e já chegou com as peças semi prontas. O que nós fizemos foi dar a nossa cara, incrementando com estampas e detalhes. No final ficou tudo lindo!

E o Jota falou um pouco mais sobre o sucesso do blog e essa oportunidade de novas conexões e formas de apresentar a moda:

Pensamos em fazer uma coleção cápsula e eu cheguei com a ideia de trazer os anos 90 e trabalhar a estética normcore minimalista misturada ao mundo do rap e inserir tudo isso dentro do desfile que é feito nessa data de revolução cultural. A ideia foi misturar um pouco de várias tribos na coleção e também no próprio evento que reúne grafite, rap, dança e tudo o que envolve a cultura urbana. O espaço do Eixo Rio também foi importante, porque eles trabalham com essa questão de valorização da arte urbana. Fico muito feliz com essa conexão. O blog tem crescido bastante e se tornou mais do que um veículo de comunicação, ele virou a realização das pessoas que buscavam um espaço de representatividade na Internet e elas viram isso no meu blog, uma identificação com quem está ali no mesmo meio delas mas inserido na moda e que coloca pessoas negras como protagonistas.

O resultado você confere na galeria abaixo. Parabéns a todos os envolvidos na realização desta noite linda!

[flagallery gid=3]