Marcão Baixada e Diego MC lançam música para a Copa do Mundo

meu time marcão baixada diego mc

Marcão Baixada e Diego MC lançam música para a Copa do Mundo

Música é aposta dos artistas para agitar a torcida para o mundial

De olho na Copa do Mundo FIFA de 2018 Marcão Baixada lançou a música “Meu Time”. Com um mix de funk, rap e até mesmo pop, produzido por BLUNTZZILLA, a faixa é a aposta do rapper para agitar a torcida para o mundial. A música tem participação de Diego MC —carioca de Fazenda Botafogo (subúrbio do Rio), que desde 2016 vem percorrendo seu caminho solo na música. Cheio de estilo e dono de um som novo, o cantor vem marcando território na cena. A canção está disponível nas principais plataformas de streaming e também no webclipe que você confere abaixo:

Nos últimos anos Marcão Baixada vem atuando num momento em que as marcas esportivas estão renovando suas estratégias para chegar ao consumidor, através de músicos e influenciadores. Em 2014, o artista iniciou uma parceria com a Nike Sportswear, onde foi Mestre de Cerimônias e porta-voz da marca em eventos de médio e grande porte, como a Casa Fenomenal —um espaço criado na Zona Portuária do Rio durante a Copa de 2014, visando celebrar a cultura e energia do futebol brasileiro.

Em 2016, Marcão foi anfitrião do lançamento da "BHM", coleção da Nike inspirada pelo Black History Month, o mês da história negra nos Estados Unidos; e também foi apresentador do Oi Bowl Jam, o mundial de skate bowl, realizado no Parque Madureira.  Ainda em 2016, junto com o rapper Ramonzin, lançou "A Batalha dos Parques", clipe de um duelo musical para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

E agora, na Copa, mais um golaço do Marcão Baixada!

Básico Conforto

Aisla Monteiro @islamonteiroo

Básico Conforto

Foto Clara Sthel MOF Aisla Monteiro @islamonteiroo
Foto Clara Sthel MOF Aisla Monteiro @islamonteiroo
Arrow
Arrow
MOF 2017 - Aisla Monteiro @islamonteiroo - Foto: Clara Sthel
Shadow
ArrowArrow
Slider

A Isla Monteiro apostou na combinação básica de bermuda e t-shirt pra segurar o calorão, tudo em shapes maiores, garantindo o conforto. Nos pés, o solado colorido deu vida ao clássico tênis branco e o detalhe da meia soquete arrastão fez toda a diferença. Linda!

Verão na Casa

Casa Amarela by Nathalia Otero (3)

Verão na Casa

Verão na Casa (Casa Amarela) - janeiro2018 

Moda, decoração, arte, comidinhas e glitter

Dia 27/01, o coletivo tijucano Casa Amarela dá início às suas atividades do ano com um evento em clima de folia. Além dos 23 Residentes do projeto, que estarão com seus ateliês abertos, o espaço receberá marcas convidadas com fantasias e adereços carnavalescos para quem busca opções criativas para curtir os bloquinhos da cidade.

O “portas abertas” terá lançamento de coleção, apresentação das novas marcas residentes e lindezas indispensáveis para curtir o verão e o carnaval como as cangas da Zizi Anil, colares porta glitter para retocar a make da Oficina Carioca de Miniaturas, fantasias da by Nathalia Otero que podem ser adaptadas para usar o ano todo, pochetes coloridas da Teresa Maddalena e macaquinhos agender fresquinhos estampados da Toda Forma de Amor. Vale ir a caráter e aproveitar o “mini open bar de purpurina”!

A programação também inclui flash tesoura (corte de cabelo por R$50) e flash tattoo para aqueles que querem mudar o visual. O cardápio fica por conta do Chef Gustavo Fonseca e a doceria Kel Gastronomia, com direito a cerveja cortesia de boas vindas e as festejadas rodadas de limonada batizada por conta da casa.

Casa Amarela by Nathalia Otero (3)

Foto: Nathalia Otero

Em caso de dia ensolarado dá para curtir o quintal para relaxar, bater papo, balançar na rede e até aproveitar o banho de mangueira liberado.

Casa Amarela é um espaço compartilhado que abriga projetos e criações de pequenos produtores locais em uma charmosa casa tijucana.”

Verão na Casa

Dia: 27/01 (sábado)

Horário: 10 às 20h

Local: Casa Amarela – Rua Babilônia, 18A Tijuca

Entrada gratuita – Classificação livre

Casa Amarela (foto Ana Brettas) (10)

Foto: Ana Brettas

#DogFriendly

Poderosa

Debate Periferia é Mais@Zona Norte Etc_Foto Fabiano Albergaria-maria chantal

Poderosa

Maria Chantal, cheia de atitude, desfilou suas estampas e cores pela Malha no último sábado. Empreendedora, a dona da Loja Maria Chantal participou do debate sobre produção periférica reforçando a necessidade de utilizar a moda para se expressar. E é o que ela faz através das T-shirts e peças de sua marca, que trazem alguns recados contra o racismo, além de muitas peças lindas para reforçar a auto estima. Uma de suas maiores emoções é saber que está ajudando jovens e crianças a superar o preconceito, se tornando um exemplo e um espelho para a nova geração.

Debate Periferia é Mais@Zona Norte Etc_Foto Fabiano Albergaria-maria chantal
Debate Periferia é Mais@Zona Norte Etc_Foto Fabiano Albergaria-maria chantal
Debate Periferia é Mais@Zona Norte Etc_Foto Fabiano Albergaria-maria chantal
Arrow
Arrow
Maria Chantal - Foto: Fabiano Albergaria
ArrowArrow
Slider

Banda Gente é potência, voz, periferia e a mulher negra

Banda Gente divulgação 1 - Fotos Cerutti Dias

Banda Gente é potência, voz, periferia e a mulher negra

Banda Gente divulgação 1 - Fotos Cerutti Dias

Foto: Cerutti Dias

Os shows de lançamento acontecem dia 11 de novembro na Lona Cultural de Anchieta e dia 12 na Pça dos Direitos Humanos, em Nova Iguaçu

Confesso que respiro mais aliviado depois de ouvir na íntegra o primeiro álbum da Banda Gente. Não por ser um álbum fácil... não. Pelo contrário, é denso porque assim há de ser por tratar de temas tão fortes e tão urgentes como a realidade periférica, suburbana, favelada e dos negros e negras dessa cidade que se diz maravilhosa, mas A GENTE pergunta: maravilhosa pra quem?

Se reclamar eu atiro, se reclamar eu juro, se reclamar eu retiro todos os seu direitos #SomostodosSilvas 

Respiro aliviado por ouvir uma banda de rock tão boa, tão brasileira com suas misturas de ritmos com doses de samba, baião e outras influências regionais. Além disso, letras contundentes.

Repara que a interpretação depende do seu lugar #SomostodosSilvas 

E que voz! Iolly Amancio, vocalista e uma das líderes do grupo tem uma potência sensacional pro Rock and Roll mas canta samba, forró e fala poemas com uma verdade absurda. O instrumental é muito bem executado pela banda da qual fazem parte seu marido Wallace Cruz e seu irmão mais novo, Nico Souza. 

O lançamento

E quase dois anos após o lançamento do primeiro EP intitulado “O Rock está no Ar”, em 2015, a Banda Gente lança seu primeiro álbum nos próximos dias 11 e 12 de novembro. Sábado a apresentação é a partir das 18h na Lona Cultural Carlos Zéfiro, em Anchieta, a preços populares e o show de domingo acontece de graça, na Praça dos Direitos Humanos, no Centro de Nova Iguaçu a partir das 17h .

A Lona Cultural Carlos Zéfiro fica na Estrada Marechal Alencastro, 4113 - Anchieta. Ingressos promocionais antecipados a R$10 e na hora a R$20. Ingressos disponíveis online no site da Ticket Mais ou nos postos de venda no Rio e na Baixada, Espaço 989 Artes (Tijuca) e Bar Virtude (Mesquita), respectivamente. Para outras informações: (21) 2148-0813. O projeto faz parte do Programa Territórios Culturais RJ/ Favela Criativa, da Secretaria de Estado de Cultura em parceria com a Light e a Agência Nacional de Energia Elétrica. 

#SomostodosSilvas

 

Em 2016 a banda participou do Concurso de bandas do Programa ZoaSom que colocou o single ''Rede'' (também presente neste trabalho) no primeiro lugar no Festival Talentos da Música Brasileira, na Lona de Jacarepaguá, abrindo as portas para o início da primeira gravação. O disco conta ainda com o auxílio luxuoso do poeta baiano Milsoul Santos, trazendo o poema de sua autoria na faixa homônima ''Pássaro Preto'', com a participação mais do que especial do cantor da banda (também baixadense) Gente Estranha no Jardim, Átila Bezerra, em''Vem e vê'', dos versos da poetisa Renata Abreu em ''Repara'', além da característica e já reconhecida vigorosa presença vocal de Iolly Amancio. Outros destaques também ficam a cargo da sonoridade ritmada da faixa de abertura ''Cólera'', além de ''Samba do Trem", e ''Silvas'' - canção que inspirou o título do trabalho e homenageia o sobrenome mais popular do Brasil. Um dos frutos deste álbum é, sem dúvida, a sua diversidade melódica. Rico em influências plurais e misturas inusitadas, o disco une o peso do rock à energia e sonoridade da música brasileira. Para quem quiser chegar ao show de lançamento cantando o CD do inicio ao fim, os músicos disponibilizam na internet o novo álbum nas plataformas: OneRpDeezerSpotifyI Tunes, SoundCloud, Google Play e YouTube.

Banda Gente divulgação 2 - Fotos Cerutti Dias

Foto: Cerutti Dias


O #SomostodosSilvas é feito de canções orgânicas, um prato que se come pelos ouvidos — dispara Iolly Amancio

Os músicos identificam a obra como riso e agonia, dor e poesia onde as 13 faixas revelam a mistura, que não se preocupa em ser rotulada de 'a' ou 'b', como uma das características do som de peso que se faz fora dos grandes centros. Sem deixar de trazer consigo questões que ainda assolam as áreas menos privilegiadas das metrópoles. 

Acredito que fazer com que nosso som circule pela cena do Rio, feito por músicos vindos da Baixada Fluminense; trazendo a frente da banda uma mulher negra levantando temas como racismo, desigualdade social e, ainda por cima, misturando rock com samba e ritmos regionais nordestinos sejam, também, uma forma de resistência cultural — conclui Iolly.

O Início

A Banda Gente surgiu em 2011, após um ano de frequentes encontros na casa do casal integrante e precursor do projeto, Wallace Cruz e Iolly Amancio, com seu irmão mais novo Nico Souza, juntamente com diversos amigos que frequentavam sua casa e, entre uma música e outra, falavam sobre suas inquietações. Aparecem a partir daí as primeiras composições autorais e, na sequência, a banda ajusta sua formação produzindo um som que carrega o orgulho de sua negritude e da luta que o ''cidadão comum'' enfrenta na rotina das mais diversas situações do seu cotidiano. Ao longo desses anos o grupo já se apresentou em diversos Centros Culturais como Donana (Belford Roxo), Lonas e Arenas Culturais, Saraus pelo Rio e na Baixada, Festivais de música e espaços como Teatro Odisseia, Teatro Ziembinski e Centro de Referência da Música Carioca.

Em Janeiro de 2017 passaram a integrar o Coletivo de Músicos #BXDnuncaserende que lançou, em parceria com a ONU, o projeto piloto 'Música para Avançar no Desenvolvimento Sustentável' e resultou em um sound book coletânea onde a música ''Rede'' representa a 'ODS 16' no Documentário, com o mesmo nome do coletivo, lançado pela ONU no Cine Odeon em maio deste mesmo ano. A produção tem rodado por diversas partes do mundo e exibida em países como: China, Bulgária e recentemente, no mês de outubro, passou pelo Chelsea Film Festival com a presença de Iolly representando a Baixada em Nova Iorque.

Serviço:
Lançamento álbum #SomostodosSilvas - Banda Gente
Data: 11 de Novembro (SÁB)

Horário: 18h

Local: Lona Cultural Carlos Zéfiro - Anchieta

End :: Estrada Marechal Alencastro, 4113

Data: 12 de Novembro (DOM)

Horário: 17h

Local: Praça dos Direitos Humanos - Nova Iguaçu
GRÁTIS