Xan sai vencedor da temporada 2016 da Batalha do Real, em noite histórica para o rap carioca no Circo Voador

ihateflash_lucas_sa-1547

Xan sai vencedor da temporada 2016 da Batalha do Real, em noite histórica para o rap carioca no Circo Voador

Arrow
Arrow
Foto: Lucas Sá/I Hate Flash
Slider

O MC Xan, do Grajaú, foi o grande campeão da temporada 2016 da Batalha do Real, em uma noite histórica quando ele enfrentou, na final, o MC Estudante. Xan levou um prêmio em dinheiro de R$ 3 mil e um dos títulos mais importantes do rap nacional, que já foi de Emicida, Filipe Ret, Marechal, Maomé e Akira Presidente. A noite foi um festival de rap, com apresentações de alguns dos nomes mais importantes do setor, como Batoré e Papatinho, De Leve, Filipe Ret, MC Coé, Funkero, 3 Preto, AfroFunk Rio, Lívia Cruz e Akira Presidente.

Xan tinha mostrado seu favoritismo ao título desde a primeira etapa da Batalha do Real, no Imperator, quando ganhou a rodada, e também em Jacarepaguá, de onde também saiu campeão. Uma característica forte do MC durante o campeonato foi sempre o respeito aos rappers com quem concorreu, mostrando como as batalhas acontecem apenas nas rimas, mas que é grande a amizade e o companheirismo entre os 16 MCs que participantes. Uma curiosidade é que não houve terceiro round, foi uma unanimidade entre o público decidir pela vitória do MC. Abaixo você pode conferir como foi a batalha final.

“Essa vitória é um divisor de águas na minha vida. Planejo lançar as minhas músicas e viver do rap, que é o meu sonho. A única diferença é que agora eu tenho um pouco mais de investimento na minha carreira e mais olhos prestando atenção no que eu estou fazendo. Vou usar o prêmio em dinheiro para ajudar a família e, com certeza, investir na minha música e na minha carreira. Ganhar a Batalha do Real é colocar o meu nome na história que eu cresci acompanhando e admirando. Algo que era distante e do qual, agora, eu faço parte”, conta Xan.

Na noite, a Batalha do Real também apresentou as três faixas que produziu e lançou com alguns dos MCs que participaram da temporada, com produção de DJ Babz Brutal, curador musical do evento, a partir das bases instrumentais criadas, exclusivamente para o campeonato, por alguns dos beatmakers mais importantes do país, Mr Break, Dj Machintal e Goribeatzz. O campeão Xan, por exemplo, participa de “Só eu sei”, com Natalhão e Eminente, que ganha clipe, em breve, do videomaker Rabú Gonzalez. Ainda foram apresentadas, ao vivo, as faixas “Fala na minha cara”, por Isaac ZO e Iguinho, e “Noite brutal”, por Samantha Zen e Rayzen, MCs da Batalha, e Aori Sauthon e Nuno DV. MCs da Brutal Crew.

Saiba mais sobre o MC Xan

Batalha do Real_Zona Norte Etc

Foto: Eduardo Biermann

Xan é Gabriel Henrique de Carvalho, ouve rap desde pequeno e sempre teve um dom para a escrita, além de gosto pelo ritmo, o que tornou inevitável o seu envolvimento com a cultura hip-hop. O MC foi indicado pela Roda Cultural de Vila Isabel, da qual foi vencedor, além de ter participado e vencido nas rodas de Méier e na Tanque, em São Gonçalo. Gabriel é fã de MV Bill, Racionais MCs, Marechal, Claudinho e Buchecha e O Rappa. “Comecei no rap porque não tinha forma de não me envolver com a cultura, acabei indo pelo lado da música, que foi no que me destaquei mais”, conta o MC, que já venceu o concurso Mic Master Brasil e cursa faculdade de administração na Uerj.

 

Conheça os quatro finalistas da Batalha do Real que vai rolar quarta-feira no Circo Voador

Batalha do Real_Zona Norte Etc

Conheça os quatro finalistas da Batalha do Real que rola quarta-feira no Circo Voador

Batalha do Real_Zona Norte Etc

Foto: Eduardo Biermann

Foram quatro etapas e 16 MC´s que duelaram em diversos palcos do Rio de Janeiro. Méier, Jacarépagua, Madureira e Penha. Agora a quebrando tudo ao comando de Maomé, Marechal, Nissin Oriente e Negra Rê que farão as honras e irão apresentar a festa nesse grande dia. Os DJ´s serão: LP, Babz Brutal, Negralha e Saddam. Como se não bastasse, a Brutal Crew, organizadora do evento, preparou um pequeno Festival de Rap que terá shows de nomes como: Batoré e Papatinho, De Leve, Filipe Ret, MC Coé, Funkero, 3 Preto e Akira Presidente. A cena hip-hop do Rio de Janeiro vai simplesmente parar para colar nessa final e presenciar mais um momento histórico do Rap acontecer diante de nossos olhos.

Os finalistas são: Xan, Xamã, Estudante e Pelé. O vencedor leva: prêmio em dinheiro e o título de vencedor da Batalha do Real. Honraria que já foi de nomes como Emicida, Marechal e Akira Presidente. Abaixo a gente conhece um pouco mais sobre os MC´s que irão disputar essa final que promete ser épica. 

 

Xan

Batalha do Real_Zona Norte Etc

Foto: Eduardo Biermann

Xan é Gabriel Henrique de Carvalho, ouve rap desde pequeno e sempre teve um dom para a escrita, além de gosto pelo ritmo, o que tornou inevitável o seu envolvimento com a cultura hip-hop. O MC foi indicado pela Roda Cultural de Vila Isabel, da qual foi vencedor, além de ter participado e vencido nas rodas de Méier e na Tanque, em São Gonçalo. Gabriel é fã de MV Bill, Racionais MCs, Marechal, Claudinho e Buchecha e O Rappa. “Comecei no rap porque não tinha forma de não me envolver com a cultura, acabei indo pelo lado da música, que foi no que me destaquei mais”. Xan já venceu o concurso Mic Master Brasil e cursa faculdade de administração na Uerj.

 

Xamã

Batalha do Real_Zona Norte Etc

Foto: Eduardo Biermann

Xamã é Jason Fernandes, 25 anos, e ganhou este apelido, nas rodas de freestyle, por se parecer com o índio do jogo Mortal Kombat, o personagem Nightwolf. Natural de Campo Grande, ele agora mora em Copacabana e, há um ano, saiu do lugar onde trabalhava para perseguir o sonho de viver de Rap. Ele tem um projeto de Rap com o MC Estudante, de Padre Miguel, que se chama Xamã Estudante. As músicas da dupla estão disponíveis no YouTube e no Spotify. Xamã começou a rimar aos 12 anos e é fã de Black Alien, Speed Freaks e Racionais MCs. O MC Xamã, é natural de Campo Grande. 

 

Estudante

Batalha do Real_Zona Norte Etc

Foto: Eduardo Biermann

MC Estudante é Carlos Cardoso, 20 anos. Ele descobriu que rimava no ensino fundamental. Estudante começou a batalhar em 2014, em Bangu, na Caixa de Surpresas, e frequentou muitas rodas de rima . “Me identifiquei com o Rap porque é o movimento da rua, a cultura do negro, que luta contra o preconceito e a diferença entre as classes sociais. O nome Estudante veio porque eu tento embaralhar as matérias da escola com a rua, fazendo metáforas e comparações. Tem músicas nas quais cito o físico Newton e o matemático Pitágoras”, conta Estudante, que participa da dupla Xamã Estudante. Entre suas influências, estão: Rapinn Hood, Caetano Veloso, Legião Urbana, Racionais MCs, Black Alien e Speed Freaks.

 

Pelé

Batalha do Real_Zona Norte Etc

Foto: Eduardo Biermann

Pelé é Maurício Lourenço, 19 anos, de São Gonçalo e mora em Trindade. Conheceu o Rap em 2008 e foi indicado pela Batalha do Tanque a participar da Batalha do Real. Já venceu por lá e também na roda de Botafogo. O MC começou a batalhar levado por amigos, que colocaram o seu nome no desafio, e nunca mais parou.”O duelo de MCs é mais sangue mesmo, atacar o adversário, é diferente de fazer música. Na final da Batalha do Real estão só os melhores, e eu estou lá. Pra mim, é um sonho, pois a gente ouve as histórias das vitórias do Marechal e da importância disso dentro da cultura do rap”, explica.

 

Serviço:

Grande Final da Tradicional Batalha do Real

Temporada #eudesafio

Dia 23 de novembro, às 19h, no Circo Voador

R. dos Arcos, s/n - Lapa

Telefone: (21) 2533-0354

Ingressos a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)