Mais ou Menos Isso – A verdadeira função dos objetos lá de casa

insta_brunasimas_zona norte etc
insta_brunasimas_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @brunasimas

Pregador de roupa – Fechar pacote de biscoito já aberto

Geladeira – Recarregar pilha velha

Toalha – Cobrir o sofá

Saco de supermercado – Ser saco de lixo

Roupa velha – Virar pano de chão

Prato – Decorar a parede da sala

Escova de dente – Limpar os cantinhos da parede

Revista – Funcionar como apoio para copo

Jornal – Forrar o chão de gaiola de passarinho

Caneca – Parar no banheiro como porta escova de dente

Enciclopédia – Deixar o monitor do computador mais alto

Balde – Acabar como cesto de roupa suja

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – E se criássemos novas profissões?

insta_alves_giliard_zona norte etc
insta_alves_giliard_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @alves_giliard

Abanador de Ônibus: A galera que pega ônibus para ir para o trabalho normalmente se divide em dois grupos: os que sentam no lado do sol e os que sentam no lado da sombra. Mas o problema surge mesmo quando o sol resolve mudar de lado a cada rua nova que o ônibus entra. Nessas horas, você pensa “oh! E agora quem poderá me defender?” Ele! O Abanador de Ônibus! Um profissional que vai estar sempre preparado para fazer um ventinho enquanto você lê o seu jornal, mexe no seu smartphone ou finge que está dormindo porque entrou uma idosa no ônibus.

Guardador de Sombra: Sabe aqueles dias em que você pensa que a música da Fernanda Abreu deveria ser Rio 50ºC? Pois é. É nesse dia que o salvador da pátria se chama Guardador de Sombra. Malandro que é, quando você estiver se aproximando de uma, o Guardador de Sombra já vai estar gritando “sombra, doutor? Aqui, doutor”. E vai correr do seu lado até garantir que aquela sombra que você vai parar é propriedade dele. Ah, o pagamento é adiantado e não ache que ele ainda vai estar lá quando você for embora.

Visitador de Parente: Sabe quando a sua mãe fala “meu filho, você tem que (preste atenção no ´tem que´) visitar a sua tia Aurora. Ela sempre pergunta de você”? Pois é. Só que agora você não vai precisar mais ficar sem resposta. O Visitador de Parente vai no seu lugar e faz uma visitinha até àqueles parentes do interior que você só lembra do nome lendo a etiqueta do presente de Natal. E o Visitador é tão bom que ele pergunta pela família, vê fotos antigas, come bolo de ameixa (receita tradicional da família. Delícia, não?), agradece algum possível presente (“não precisava”) e ainda se despede com um “fica com Deus” e com um “pode deixar, dou o beijo sim”. Perfeito.

Cobaia de Podrão: 3:37h da manhã e você numa pós-night qualquer. Nessa hora, comida é podrão e ponto final. Depois de tanto equilibrar ovo de codorna em cima de uma salsicha e de ficar comendo restinho de milho naquele saco plástico nojento, a sociedade precisava de uma nova profissão: o Cobaia de Podrão. O nome já diz tudo. Ele experimentaria os podrões antes de você. E com direito a tudo: milho, ervilha, catchup, mostarda, maionese, batata palha, azeitona, ovo de codorna, queijo ralado e passas. Mesmo sabendo que você vai pedir “completo sem passas”. Ah, você não gosta de cachorro-quente? Ele pode experimentar outros tipos de sanduíche também e até churrasquinho. Afinal, nas ruas da madrugada, tudo é podrão. Mas tem um detalhe importante, o Cobaia de Podrão entraria em ação sempre uma noite antes da sua saída. Por quê? Por favor, não seja inocente. Porque tem que dar tempo pra ver se ele vai passar mal, né?

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – Lendas Urbanas totalmente inventadas. Ou não.

insta_tolamaravilha_zona norte etc
insta_tolamaravilha_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @tolamaravilha

As esfihas do Habib’s da Dias da Cruz são feitas com carne de camelo.

Um ovo pode ser frito com o calor do asfalto da Avenida Maracanã.

Há um produto químico capaz de mostrar quem urinou na piscina do Mackenzie.

O fantasma da loira assombra o banheiro do Colégio Pedro II do Engenho Novo.

Traficantes de órgãos usam “boa noite, cinderela” na Raio de Sol para roubar rins das pessoas.

O elevado Paulo de Frontin balança em dia de muito trânsito.

Se você falar Quintino Bocaiuva ao contrário 3 vezes, evoca espíritos malignos.

Alguns zumbis vivem até hoje no prédio que era o Carrefour em frente ao Borel.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – Roteiro Turístico Alternativo para a Zona Norte

insta_trancanago_zona norte etc
insta_trancanago_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @trancanago

Tour pela Fábrica de Doces da Ufa de Quintino.

Compras no Outlet do Mercadão de Madureira.

Fazer um passeio romântico à cavalo na Praça Xavier de Brito.

Talvez pular de bungee jump no prédio da UERJ.

Comprar uma camisa do time e assistir a um jogo no campo do São Cristóvão.

Não deixar de tirar uma foto com a estátua do Leão na Dias da Cruz.

Ver o desfile dos carros das escolas de samba sendo empurrados até o Sambódromo.

Tirar foto com o túmulo de algum famoso no Cemitério do Caju.

Visitar a comunidade dos chinas que vendem pastel.

Reservar uma noite para o Octoberfest no Buxixo.

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.

Mais ou Menos Isso – Google Zona Norte

insta_norte comum_zona norte etc
insta_norte comum_zona norte etc

Foto: Reprodução Instagram @nortecomum

“Méier”

Você quis dizer: “Não bobéier”

“Wellington”

Você quis dizer: Uélito

Trânsito

Você quis dizer: Av. 24 de Maio

 “Transporte”

Você quis dizer: van

 “Lanchonete”

Você quis dizer: china

“Isoporzinho”

Você quis dizer: isopor com cerveja

“Pós-night”

Você quis dizer: podrão

“Usina”

Você quis dizer: Tijuca

“Muda”

Você quis dizer: Tijuca

“Zona Sul”

Você quis dizer: Tijuca

“Paleta Mexicana”

Você quis dizer: sacolé

“Buffet”

Você quis dizer: “vou comer pra caralho”

Leo Valpassos e Lucas Ribeiro www.facebook.com/maisoumenosisso

*As opiniões publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral dos autores e não representam necessariamente a opinião deste site.